O vereador Teles Júnior (PMN) repercutiu na tribuna, nesta segunda-feira (19.nov), reportagem do Jornal Contexto que trata da aprovação de benefícios do programa Produzir para 14 empresas, em um total de R$ 32 milhões. Ao citar os municípios cujas indústrias que vão receber os recursos serão instaladas (há casos também de ampliações), ele frisou que Anápolis não entrava na lista.

“E nós temos o Daia, que é um dos maiores distritos agroindustriais da região. Cadê o incentivo do Produzir para Anápolis?”, questionou Teles. O vereador leu trecho da reportagem, concordando com o posicionamento do texto: “Embora tenha o distrito industrial considerado o mais completo da região (Daia), Anápolis, mais uma vez, ficou de fora. Grupos empresariais continuam preferindo outros municípios para a implantação de seus negócios”.

Em aparte, o vereador Leandro Ribeiro (PTB), que foi titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED), informou que essa concessão de benefícios para 14 empresas se tratava de mais uma das várias reuniões do Conselho Deliberativo do Produzir realizadas ao longo do ano. Outros encontros tiveram plantas industriais de Anápolis. Leandro citou duas novas empresas que vão se instalar na cidade: Oncofarma e Biotec, com investimentos de R$ 400 milhões e geração de 2 mil empregos.

Presidente da Comissão de Agricultura, Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico da Câmara, Teles Júnior reforçou a necessidade de o governo estar atento a Anápolis, principal polo da região central do Brasil, em termos de infraestrutura. “O que lhe coloca naturalmente na rota dos grandes empreendimentos”, completou o vereador.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here